RFID

O que é indústria 4.0 e qual sua relação com a RFID?

julho 17, 2019
Tempo de leitura 3 min

O novo conceito de indústria 4.0 engloba as várias inovações da tecnologia para automatizar os processos de manufatura. Soluções como RFID e Internet das Coisas são uma realidade nas empresas com destaque no mercado.

Por se tratar de um contexto com muitas mudanças nos processos produtivos, a gestão integrada dos ativos do negócio é um bom ponto de partida para alcançar esse patamar. Por isso, as fábricas inteligentes realçam a importância de se manter atualizado com as tendências da indústria 4.0 e das soluções de RFID.

Continue a leitura deste artigo para saber ainda mais sobre o assunto!

O que é a indústria 4.0? 

Este conceito surgiu em um projeto de tecnologia do governo alemão em 2012. A ideia era conectar máquinas e sistemas para criar redes integradas de cadeia de valor e controlar as etapas dos processos de manufatura.

A partir disso, as fábricas inteligentes conseguiriam agendar manutenções programadas, prever falhas e se adequar às mudanças não previstas na produção. Confira a seguir os quatro princípios da indústria 4.0.

1. Modularidade

A indústria inteligente opera em módulos e produz conforme a demanda dos clientes. Os processos de manufatura são coesos e flexíveis para que os gestores da cadeia de valor consigam com facilidade reprogramar as tarefas das máquinas. 

Portanto, a indústria 4.0 é um facilitador da gestão de ativos da sua empresa, que permite um maior controle das rotinas do negócio.

2. Operações real-time

As novas rotinas da indústria 4.0 estimulam a aquisição e o tratamento de dados em tempo real. O intuito é subsidiar os agentes decisores com informações rápidas e confiáveis.

As soluções de RFID permitem rastrear as informações dos ativos da empresa e são integráveis aos sistemas de Big Data. Essas novas tecnologias podem fornecer insights valiosos para o negócio.

3. Virtualização

Sistemas supervisórios e simulações são dois termos bem comuns para quem trabalha com manufaturas inteligentes. A indústria 4.0 sugere uma cópia virtual das informações dessas fábricas.

Isso permite rastrear remotamente todos os processos produtivos por meio de sensores e de etiquetas RFID. Trata-se de uma logística de negócio totalmente virtualizada.

4. Descentralização

As fábricas inteligentes contam com soluções cyber-físicas autônomas capazes de tomar decisões rapidamente. Essas ferramentas se baseiam nos dados das demandas de produção e ainda geram informações sobre os ciclos de trabalho.

A lógica produtiva descentralizada melhora a produtividade dos processos como um todo. Vamos falar agora sobre a relação da indústria 4.0 com as soluções de RFID. Venha comigo!

Qual a relação da tecnologia RFID com a indústria 4.0?

Esta sigla vem do termo em inglês “Radio-Frequency IDentification”. Trata-se de um sistema de identificação automática de produtos por meio dos sinais de rádio.

O objetivo é armazenar e recuperar dados remotamente com as etiquetas RFID. Os principais softwares de gestão de ativos do mercado contam com essa funcionalidade, que é a mesma utilizada nos antigos aparelhos de walk-talk. 

Por meio de uma antena conectada a um dispositivo, é possível captar os sinais de rádio e processar as informações dos seus ativos. Podemos citar algumas aplicações interessantes para a indústria 4.0 e a gestão de estoques:

  • identificação rápida dos insumos de produção;
  • localização de equipamentos;
  • rastreabilidade dos itens em fabricação; 
  • conferência dos produtos para despacho.

Enfim, integrar os conceitos da indústria 4.0 às aplicações de RFID é uma opção bem interessante para a gestão dos ativos da empresa. Contar com a ajuda de especialistas é uma decisão sensata que pode evitar problemas futuros.

Gostou do artigo? Siga nossa empresa no LinkedIn e no Facebook e fique por dentro das principais novidades sobre controle patrimonial. Seu contato é muito importante!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up