Ativo Imobilizado

Quando fazer uma avaliação patrimonial? Entenda agora!

maio 13, 2019

Seja para fins financeiros, contábeis ou estratégicos, a avaliação patrimonial é uma peça-chave para muitas operações da empresa. Ela gera conhecimento para a companhia com relação ao seu real valor no mercado e contribui na tomada de decisões gerenciais importantes. No entanto, é preciso saber quando fazer essa avaliação patrimonial e as vantagens de procurar uma empresa especializada no assunto.

Pensando nisso, este post falará sobre o que é avaliação patrimonial, quais os tipos de avaliação mais utilizados, as etapas necessárias para realização desse processo e as vantagens de procurar uma empresa especializada no ramo.

O que é uma avaliação patrimonial

A avaliação patrimonial tem como objetivo determinar quais são os valores reais de todos os bens de uma empresa. É um serviço que estabelece o valor total do patrimônio de uma organização.

A finalidade dessa avaliação é mensurar todos os bens móveis, imóveis e intangíveis para estar em conformidade com as normas contábeis. Além disso, ela é usada para organização da empresa e em outras ações que demandam esse conhecimento, como seguros, permutas e garantias.

A avaliação patrimonial segue um procedimento técnico de mensuração. Os resultados são laudos escritos por especialistas com estimativas de valores e preços de cada bem avaliado. Eles são pré-requisitos para operações contábeis, financeiras, entre outros.

Por exemplo, a avaliação patrimonial é pré-requisito para operações estratégicas da empresa, como compra, venda, locação, financiamento, seguro, cisão, fusão, incorporação, partilha de bens, indenizações, venda de ações, entre outros.

Quais os tipos de avaliação patrimonial mais utilizados?

A avaliação patrimonial reside nos tipos de bens que uma empresa possui, sendo mais comuns os bens móveis, imóveis e intangíveis. A seguir falamos um pouco sobre cada um.

Bens móveis

São bens que podem ser movimentados. Ou seja, um bem móvel é tudo aquilo que é físico, concreto, palpável e que ser utilizados em localidades diferentes. Por exemplo: maquinário, veículos, equipamentos de informática, ferramentas, móveis e utensílios.

Bens imóveis

São bens que não podem ser movidos de lugar sem danos diretos: casas, apartamentos e galpões são considerados bens imóveis. Além disso, pode-se considerar terrenos e outras propriedades como sendo bens imóveis.

Bens intangíveis

Já os bens intangíveis são tudo aquilo que é impalpável. Eles são bens imateriais que não têm forma física, não podem ser tocados, mas possuem valor comercial. Por exemplo: software, marcas, patentes, direitos de uso, tecnologia.

Etapas necessárias para realizar uma avaliação patrimonial

Existem três etapas principais para a realização de avaliação patrimonial, que vamos discutir a seguir: custo de reposição, valor justo e valor residual.

Identificar o custo de reposição

O custo de reposição, que também é conhecido como custo de reprodução ou substituição, é o valor necessário para um serviço de ativo atual. Ou seja, quanto é necessário para reproduzir um bem sem considerar uma eventual depreciação?

Esse custo é muito importante para o planejamento financeiro de uma empresa, uma vez que é possível prever gastos com ativos no fim de sua vida útil. O custo de reposição é calculado para cada ativo e incorporado ao fluxo de caixa para todos os ativos que estiverem em fase de substituição.

Identificar o valor justo

O valor justo é o preço que um ativo receberia na venda, ou um passivo receberia na liquidação, entre dois negociadores independentes do mercado. Essa etapa da avaliação patrimonial se relaciona diretamente com a mensuração dos bens de acordo com seu valor de mercado.

Ela é feita avaliando-se os bens separadamente e de forma única para cada ativo ou passivo. É feito dessa maneira, pois a etapa considera as características específicas de cada bem, além de entender o mercado no qual ele está inserido.

Os principais métodos para identificar o valor justo são: abordagem de receita, abordagem de custo e abordagem de mercado. A abordagem de receita converte valores futuros como fluxo de caixa em um único valor mensurável. A abordagem de custo estima o valor necessário para substituir uma máquina de utilidade comparável. E, por fim, a abordagem de mercado utiliza preços e informações relevantes usados em transações no mercado.

Identificar o valor residual

O valor residual identifica quanto que a empresa espera receber de um ativo no final de sua vida útil. Esse valor varia muito de acordo com o bem avaliado e, em alguns casos, pode ser até nulo. Para identificar o valor residual, primeiro calcula-se o valor do valor justo de um ativo e então aplicam-se taxas de depreciação em cima dessa quantia.

Em geral, o valor residual de um ativo é entre 10% e 20% de seu valor inicial. No entanto, também pode-se calcular o valor residual usando-se a depreciação linear. Nela calcula-se quanto um ativo desvaloriza por hora e depois desconta-se esse valor em cima do número de horas trabalhadas pela máquina.

Vantagens de contratar uma empresa especializada em avaliação patrimonial

A avaliação patrimonial é uma atividade altamente especializada que demanda a presença de um corpo técnico capacitado. Além disso, é uma atividade que demanda tempo e cuidado. Portanto, não pode ser realizada por qualquer pessoa. A consultoria especializada trata todos esses problemas de uma vez, pois coloca pessoas experientes que estão acostumadas a desempenhar esse tipo de atividade.

Outro benefício é que o laudo resultante da avaliação patrimonial é usado para a tomada de decisões estratégicas importantes para a empresa. A atividade é, portanto, de suma importância e não deve conter resultados imprecisos, uma vez que isso pode comprometer todo o planejamento da empresa.

Uma empresa especializada em avaliação patrimonial dá a segurança jurídica para o cumprimento de normas fiscais e contábeis exigidas por órgãos competentes. As empresas que prestam esse serviço estão em adequação com as normas técnicas do IBAPE e a NBR 14.653 da ABNT. Além disso, elas visam atender a lei 11.638/07, adequando-a ao IFRS e aos pronunciamentos contábeis do CPC.

Quer fazer a avaliação patrimonial? Então entre em contato conosco para saber maiores detalhes do seu patrimônio. Estamos esperando a sua mensagem!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up