Gestão e Administração

Aprenda aqui o que é valuation e como ele deve ser calculado!

maio 20, 2019

Entender o que é valuation e como ele deve ser calculado é muito importante para as empresas que precisam buscar investidores no mercado. Os futuros sócios precisam saber o quanto realmente vale uma empresa.

Pensando nisso vamos mostrar o que é valuation, suas aplicações e explicar cinco etapas para calculá-lo em sua empresa.

O que é valuation e suas aplicações

Valuation é um termo em inglês usado para avaliação de empresas. É uma forma sistemática e quantitativa de estimativa para identificar o valor real aproximado de uma empresa.

Embora seja uma estimativa quantificável, os dados recolhidos podem variar muito em subjetividade. Por isso, a confiabilidade de um valuation depende também da percepção que o mercado tem da empresa e da lógica nas decisões tomadas pelos seus gestores.

O valuation é bastante usado para uma empresa que quer determinar um valor adequado para seu negócio. Esse valor é geralmente requisitado quando os empreendedores querem vender a empresa, incluir um novo sócio ou fazer planos para determinar lucros de dividendos no mercado de ações.

Etapas para calcular o valuation

Existem várias formas de calcular o valuation, e a mais simples delas é a que tem o fluxo de caixa como base. Essa técnica é dividida em cinco etapas.

Projetar o fluxo de caixa

O primeiro passo é estimar como a empresa estará nos próximos anos. A ideia é pensar no futuro da empresa e como ela se comportará em um cenário de estabilidade.

Para projetar o fluxo de caixa é preciso considerar as receitas dos anos anteriores e aplicar uma taxa de crescimento para os próximos anos. Em empresas menores, deve-se envolver o volume de vendas, cenários de ticket médio, entre outros fatores, de acordo com o ramo de atividade.

Depois é preciso considerar as despesas, tanto fixas quanto variáveis, e repetir o mesmo processo. O resultado é uma planilha com receitas, despesas e uma projeção de crescimento para cada ano. O ideal é que a projeção seja feita para, no mínimo, nos próximos cinco anos.

Definir a taxa de desconto

O próximo passo é definir uma taxa de desconto que será usada na projeção de fluxo de caixa. O valuation deve considerar aspectos que desvalorizam os fluxos financeiros no decorrer dos anos.

Para casos mais simples, podemos considerar uma taxa um pouco superior à Selic para cobrir cenários nos quais a inflação se descontrolará. Para operações mais complexas, o cálculo será mais elaborado, considerando diversas variáveis econômicas.

Descontar o fluxo de caixa futuro

A terceira etapa é usar a taxa de desconto no fluxo de caixa futuro que foi projetado na primeira etapa. Para isso é usada a fórmula DCF, que leva em consideração os valores, o período de tempo e a taxa de desconto. O resultado é uma planilha atualizada da primeira etapa.

Calcular a perpetuidade

A perpetuidade é um cálculo de projeção perpétua que vai além das receitas consideradas na primeira etapa. Ela é calculada tendo em vista que a empresa continuará funcionando após o período de projeção. O resultado é uma coluna extra da projeção do fluxo de caixa.

Consolidar

Por fim, é preciso somar os valores do fluxo de caixa projetado e da perpetuidade, trazer a valor presente para obter o valuation. Esse valor, juntamente com a avaliação patrimonial da empresa, será útil para auxiliar negócios que envolvem aquisição e venda de partes da empresa.

Curtiu nossa explicação sobre o que é valuation? Então não deixe de nos seguir no Facebook e LinkedIn pra acompanhar todas as nossas novidades. Até a próxima!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up