Gestão e Administração

O que é leasing e quais suas vantagens e desvantagens?

novembro 23, 2018
Tempo de leitura 3 min

O que é leasing? Apesar de parecer alguma novidade, essa prática é popularmente conhecida como arrendamento, mas sua definição correta é a de um arrendamento mercantil.

Esse tipo de alternativa pode ser uma boa opção para pessoas físicas e jurídicas que precisam utilizar um bem e não querem se comprometer com a compra dele em um financiamento.

Neste artigo, você vai descobrir o que é leasing, quais procedimentos devem ser feitos para conseguir o contrato de um e quais são suas vantagens e desvantagens. Confira!

O que significa leasing?

Em inglês, o termo leasing significa, ao pé da letra, “locação”. Mas o sentido desse tipo de arrendamento no Brasil é outro. Você está alugando um bem quando tem um contrato desse tipo, mas a diferença é que, no fim, poderá comprar o bem pelo valor residual.

O leasing pode ser aplicado em diversos tipos de arrendamento, sendo os mais comuns os de carros e bens para o mercado empresarial, como máquinas e computadores. Apesar de prevista, a compra do bem no final não é obrigatória, o que pode ser vantajoso para o arrendatário.

O leasing financeiro e o leasing operacional são as opções mais utilizadas pelo mercado corporativo.

No leasing financeiro, ao fim do contrato o empresário pode tomar uma das três decisões: comprar o bem, devolvê-lo ou estender o contrato por um novo período. É importante ressaltar que esse contrato tem a duração de, no máximo dois ou três anos, dependendo do tempo de duração estimada do bem.

No leasing operacional não a opção de compra no final do contrato.

Outra diferença entre o leasing financeiro e o operacional é que no leasing financeiro os custos de manutenção e operação da máquina arrendada ficam com o empresário. Já no leasing operacional, essa assistência muitas vezes está incluída no contrato.

Há, ainda, o lease back. Essa opção serve para garantir algum capital para quitar dívidas e reorganizar as finanças da empresa. O proprietário de um bem, que pode ser até um imóvel, vende-o para uma empresa e faz o arrendamento em seguida. Assim, ele consegue dinheiro, mas não perde o bem.

Como conseguir um contrato?

Em geral, você consegue contratos de leasing em bancos ou empresas financeiras que podem ser indicados pelo arrendatário do bem. Os documentos básicos para a primeira avaliação dessa linha de crédito incluem:

  • contrato social e alterações, se a empresa for ltda.; estatuto e ata de assembleia, se a empresa for S.A.;
  • cartão CNPJ;
  • balanço ou balancete recente.

É importante lembrar que, diferentemente do financiamento, o bem não passa para o nome do arrendatário. Além disso, o valor residual final que precisa ser pago em caso de interesse pela compra deve constar no contrato.

Quais são as vantagens e desvantagens?

A principal vantagem do leasing é que o seu custo geralmente é menor que o financiamento, já que os juros são mais baixos. Além disso, também é possível diminuir o que é pago com imposto de renda, no caso das empresas jurídicas, porque as parcelas podem ser consideradas gastos operacionais.

No caso de empresas que utilizam esses contratos para maquinários, o leasing permite renovação do maquinário porque é possível fazer a devolução após a utilização por determinado tempo. Como desvantagem, o leasing apresenta alguns pontos: você não tem descontos nos juros, se quiser adiantar parcelas, e o descumprimento dos pagamentos pode acarretar a tomada do bem.

Também será importante estudar o CPC 06 (R2) que entrará em vigor em 01/01/2019 para o correto reconhecimento, mensuração, apresentação e divulgação de arrendamentos nas demonstrações contábeis.

Agora você sabe o que é leasing e por que ele pode ser uma opção interessante para você.

Ainda ficou alguma dúvida sobre essa linha de crédito? Escreva nos comentários abaixo!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up