Ativo Imobilizado

Porque um inventário de ativos é mais do que contagem de bens?

novembro 19, 2019
Tempo de leitura 1 min

Após uma breve pausa, retomamos as nossas reflexões sobre gestão patrimonial para ajudá-lo à dar adeus aos famosos inventários eternos.

Dessa vez, queremos desmitificar uma crença que assola a nossa área quando o assunto em questão é o inventário, principalmente porque ao longo desses 23 anos notamos que muitas pessoas tem a falsa ideia de que o inventário é apenas uma contagem dos bens da empresa e nada mais.

Pela nossa experiência, talvez por esse motivo, alguns projetos de inventário sejam tão traumáticos e intermináveis, simplesmente porque para realiza-lo é necessário muito mais etapas:

  • Planejamento do inventário de ativo fixo onde prevemos todos os problemas que podemos encontrar durante o processo
  • Levantamento e análise de dados fiscais/contábeis do imobilizado
  • Mapeamento das áreas que serão inventariadas
  • Contagem e emplaquetamento dos bens físicos da empresa
  • Confronto do levantamento físico x contábil
  • Análise e saneamento das divergências encontradas em campo e no contábil
  • Ajustes nos sistemas de controle e na contabilidade
  • Relatórios finais com os resultados obtidos pelo inventário

Você já tinha pensado no inventário de ativos sobre esse ponto de vista de complexidade? Por esse motivo, é fundamental entender em quais aspectos podem estar gerando conflito e muitas vezes dados sem consistência para uma possível auditoria.

E você como anda encarando o seu inventário? Talvez esteja na hora de rever a forma de conduzi-lo a partir de agora: a sua empresa agradece!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário

Scroll Up